• 18-07-2024

Bolden também é especialista em crescimento e inclusão do time e membro da "Coalizão de Inclusão de Jogadores da NHL".

Blake Bolden se tornou a  primeira mulher negra  a jogar na extinta  Liga Nacional de Hóquei Feminino (NWHL) em 2015, e cinco anos depois, em 2020, se tornou a  primeira mulher negra  a ser olheira profissional no gelo time de  hóquei    Los Angeles Kings .  

AD_4nXcTGFPW9KB4gET8T7vv4F7eO0DSjnhRbLIucrlIntq163tg4cI7sdUUZDDb3Sg_ySlp7cXqd3lYfybqu6u-OFY1QpjXS9hIfGzC2bwJWMj95Wy_cr3b8xlkluYsyBl3wmnG-TqvrsWRoobeiy0f6WFPJys?key=p3dJb6SE8IpbhIb94DojvQ
Blake Bolden quebra barreiras como a primeira mulher negra a jogar hóquei no gelo profissional  

Bolden  também é especialista em crescimento e inclusão do time e membro da "Coalizão de Inclusão de Jogadores da NHL" . Empenhada em diversificar o desporto do hóquei e está a trabalhar arduamente para garantir que os jovens em comunidades marginalizadas tenham uma oportunidade de acesso ao esporte.  

Bolden  ajudou mais de 75 jovens jogadores negros de Cleveland, Los Angeles e Detroit a se reunirem em Motor City para um fim de semana de intercâmbio cultural, construção de comunidade, clínicas esportivas e jogos amistosos.  

“O que me apaixona é criar um plano e criar recursos para apoiar famílias que não sabem necessariamente quais são os próximos passos, meu principal objetivo é apenas diversificar o jogo" , disse Bolden.  

Atualmente, em sua carreira agora,  Blake Bolden  quer servir de inspiração para aqueles que querem seguir seus passos.  “Você pode ser um olheiro profissional, pode trabalhar em operações de hóquei se estiver interessado. Você pode ser um treinador, um gerente geral, qualquer coisa neste esporte, desde que continue a se esforçar para encontrar seu objetivo” , finalizou.  

Redação Africanize

Redação do Africanize